Tesouro Direto

Tesouro Selic Com Rentabilidade Negativa! E Agora?

Tesouro Selic Com Rentabilidade Negativa! E Agora?

A renda fixa não é tão fixa quanto se imagina. Nos últimos dias, o Tesouro Selic, considerado o título de renda fixa mais seguro do mercado brasileiro, está dado prejuízo. Muitos não sabem, mas o Tesouro Selic não é totalmente posfixado. Ele tem um componente prefixado que, em momentos de stress esxessivo, pode causar uma queda nos preços do título. Nesse vídeo vou explicar porquê a antiga LFT está apresentando retorno negativo, qual o sinal que esse evento nos fornece com relação à atual cenário Continue lendo

Selic 2% Ao Ano! Esse É O NOVO NORMAL dos JUROS No Brasil?

Selic 2% Ao Ano! Esse É O NOVO NORMAL dos JUROS No Brasil?

Na última reunião do COPOM (Comitê de Política Monetária do Banco Central), decidiram reduzir a taxa Selic em 0,25%, levando ao patamar de 2% ao ano, o menor da história. Desde que o BC iniciou esse ciclo de cortes na taxa básica de juros após o crash de março de 2020, muitos estão falando da morte da renda fixa, como se esse fosse o novo normal para a economia brasileira. Será que o Brasil realmente alcançou um patamar de país desenvolvido nas taxas de juros Continue lendo

CUIDADO Com Fundos De Inflação! Isso Ninguém Te Conta

CUIDADO Com Fundos De Inflação! Isso Ninguém Te Conta

Muitas pessoas não sabem, mas Renda Fixa não é tão fixa assim. Existem certos títulos que, em alguns momentos, podem atingir volatilidade digna de ações. Isso pode acontecer com títulos pré-fixados e também títulos indexados à inflação, como o caso do Tesouro IPCA, por exemplo. Para esses títulos, quanto menores forem as taxas de juros, maior será o retorno e, quanto maiores os juros, menor o retorno. Elas são inversamente proporcionais à Selic e ao CDI. Os Fundos de Inflação são fundos de investimento que Continue lendo

Quando Resgatar De Um Fundo De Investimentos (As 3 Regras Básicas)

Quando Resgatar De Um Fundo De Investimentos (As 3 Regras Básicas)

Um dos maiores erros cometidos pelos investidores é ficar “treidando” fundos. Ou seja, o fundo está com uma rentabilidade boa? Então eu aplico. O retorno está ruim há poucos meses? Então eu resgato. O resultado disso é um só: prejuízo. Esse comportamento faz com que, consistentemente, as pessoas apliquem nos momentos de alta e resgatem nos momentos de baixa. No limite, repetindo essa atitude, esse investidor pode perder todo o seu dinheiro. O problema é que esse resultado ocorre mesmo quando o fundo dá MUITO Continue lendo